Contactos da Igreja Católica em Portugal  
 
ANUÁRIO CATÓLICO  
Dioceses
Listagens
Notas Históricas
Nunciatura Apostólica
Bispos
Cúrias Diocesanas
-
Chancelaria/secretaria geral
-
Gestão de recursos pessoais, patrimoniais e financeiros
Conselhos Presbiterais
Colégio de Consultores
Cabido
Conselho Pastoral
Colégio de Arciprestes
Secretariado / serviço / departamento
Comissões
Tribunais Eclesiásticos
Seminários
Diaconado Permanente (formação)
Formação de Agente de Pastoral
Vigararias/Arciprestados
Paróquias
Oragos
Centros de Vida Cristã
Presbíteros
Diáconos Permanentes
Associações e Obras para Presbíteros
Prelaturas Pessoais
Institutos Religiosos Femininos
Institutos Religiosos Masculinos
Institutos Seculares
Associações, Movimentos e Obras
Centros de animação espiritual
Obras de Acção Sócio-caritativa
Escolas Católicas
Instituições Culturais
Comunicações Sociais
Estatísticas
Aniversários do dia
Natalícios e Ordenação
   
Indiquem-nos, por email secretaria.cep@ecclesia.pt, as incorrecções encontradas.



ASSOCIAÇÕES MOVIMENTOS E OBRAS
Nome Juventude Mariana Vicentina
Perfil A Juventude Mariana Vicentina (JMV) é um movimento juvenil que acompanha os jovens cristãos no crescimento da sua fé, até à maturidade cristã. Também os leva a viver comunitariamente a fé inspirada nos modelos de Maria e São Vicente de Paulo. Tem como insígnia a Medalha Milagrosa. A JMV é o fruto de um desejo revelado nas aparições de Nossa Senhora, em 1830, a Santa Catarina Labouré, Filha da Caridade, que a encarregou de uma missão: organizar uma associação para as quais “as graças serão abundantes para os que as pedirem com confiança e fervor”. Foi aprovada por Pio IX em 1847 e posteriormente confirmada por outras disposições da Santa Sé.
Os membros da JMV podem ser: 1) Juvenis, dos 11 aos 14 anos; 2) Jovens, dos 15 aos 30 anos; 3) Adultos, maiores de 30 anos, casados ou solteiros, comprometidos na formação, na animação e nas atividades dos jovens.
A JMV prossegue os seguintes fins:
- Formar os seus membros para a vivência de uma fé sólida, seguindo Jesus Cristo, evangelizador dos pobres;
- Despertar nos jovens o amor e a devoção a Maria, vivendo e rezando com Ela, na simplicidade e na humildade, assumindo a espiritualidade do Magnificat;
- Suscitar, animar e manter nos seus membros o espírito missionário e o apostolado em favor dos pobres, quer na sua dimensão espiritual quer material;
- Preparar os seus membros, individual e comunitariamente, para colaborar, no seio da Igreja e da sociedade, com os demais agentes de pastoral, segundo as orientações da Igreja;
- Proporcionar aos jovens um processo de discernimento vocacional com vista a ajudá-los a discernir o chamamento de Deus na sua vida.
Para atingir os fins propostos, a Associação coloca à disposição dos seus membros, entre outros, os seguintes meios:
- Um processo catequético de amadurecimento na fé com as suas etapas, objetivos e atividades;
- Cursos de formação específica, encontros, acampamentos, desporto e outras iniciativas semelhantes;
- Ações de voluntariado, numa linha de promoção humana e cristã, segundo o carisma de São Vicente de Paulo, nomeadamente, junto dos pobres, doentes, idosos, pessoas sem-abrigo, famílias e crianças;
- Missões caracterizadas por atividades de evangelização, de ajuda humanitária e de cooperação, quer nas diversas regiões do país, quer em países estrangeiros.
A JMV tem as seguintes características distintivas:
- Eclesial: consciente da sua pertença à Igreja, Povo de Deus, compromete-se a secundar de maneira responsável e ativa as orientações dos seus Pastores, a tomar como próprios os interesses da Igreja Universal e a colaborar com as outras associações apostólicas da mesma Igreja, de acordo com o CDC 311;
- Laical: os membros da JMV são principalmente jovens leigos que procuram viver o Evangelho no meio da sociedade;
- Mariana: Fiéis à origem, os jovens da JMV seguem Jesus Cristo tendo Maria como modelo de vida interior e de entrega a Deus e, movidos pela força do Espírito Santo, inspiram-se no Magnificat para servir os pobres;
- Vicentina: por ter nascido no seio da Família Vicentina, a JMV inspira-se no carisma de São Vicente de Paulo e faz da evangelização e do serviço aos pobres a opção da sua presença na Igreja e na sociedade; - Missionária: os seus membros comprometem-se a exercer a ação apostólica junto dos jovens, cooperando nas diversas iniciativas missionárias da Igreja, tanto ad gentes como as orientadas para a revitalização cristã, e a incentivar as iniciativas missionárias, evangelizadoras e catequéticas dos seus associados.
Implantação A JMV está presente nos cinco continentes, em 66 países. Em Portugal, a JMV está implantada desde 1984 e existem centros locais (grupos) inseridos em paróquias nas várias regiões do país. Atualmente, há 24 centros locais JMV, em paróquias das seguintes dioceses: Beja, Lisboa, Portalegre - Castelo Branco, Porto, Santarém e Viseu.
Publicações JORNAL J2 Periodicidade: quadrimestral.
Equipa Nacional Conselho Nacional (mandato 2017-2020):
Presidente Nacional: Joana Faria
Secretária Nacional: Ana Filipa Araújo
Tesoureira Nacional: Mafalda Guia
Vogal Nacional de Formação: Alice Santos
Vogal Nacional de Caridade: António Clemente
Vogal Nacional de Missão: Mariana Figueiredo
Vogal Nacional Mariano: Catarina Alves
Vogal Nacional de Liturgia: Tiago Gonçalves
Vogal Nacional de Imprensa: Ana Luísa Lourenço
Assessor Nacional: P. Álvaro Cunha, CM
Assessora Nacional: Ir. Laurieta Mandjavo, FC
Morada (Sede) Avenida Marechal Craveiro Lopes, n.º 10
Código Postal 1700 - 284
Localidade LISBOA
Telefone(s) 217521430; 963484484 (Presidente)
Fax
email jmvportugal@gmail.com; Pres: fariajoan@gmail.com
Página Web www.jmvpt.org
Observações Para melhor funcionamento da associação, a JMV tem estruturas regionais de acompanhamento dos centros locais (grupos) JMV. Conselho Regional Norte: Presidente - Cátia Pinheiro. Conselho Regional Centro: Presidente - João Martins. Conselho Regional Sul: Presidente - Fradique Santos.