Contactos da Igreja Católica em Portugal  
 
ANUÁRIO CATÓLICO  
Dioceses
Listagens
Notas Históricas
Nunciatura Apostólica
Bispos
Cúrias Diocesanas
-
Chancelaria/secretaria geral
-
Gestão de recursos pessoais, patrimoniais e financeiros
Conselhos Presbiterais
Colégio de Consultores
Cabido
Conselho Pastoral
Colégio de Arciprestes
Secretariado / serviço / departamento
Comissões
Tribunais Eclesiásticos
Seminários
Diaconado Permanente (formação)
Formação de Agente de Pastoral
Vigararias/Arciprestados
Paróquias
Oragos
Centros de Vida Cristã
Presbíteros
Diáconos Permanentes
Associações e Obras para Presbíteros
Prelaturas Pessoais
Institutos Religiosos Femininos
Institutos Religiosos Masculinos
Institutos Seculares
Associações, Movimentos e Obras
Centros de animação espiritual
Obras de Acção Sócio-caritativa
Escolas Católicas
Instituições Culturais
Comunicações Sociais
Estatísticas
Aniversários do dia
Natalícios e Ordenação
   
Indiquem-nos, por email secretaria.cep@ecclesia.pt, as incorrecções encontradas.


Nome:
Nota Histórica de Angra
Sufragânea:
de Lisboa
Nota histórica:

Os Açores, como todas as ilhas e terras de além-mar, começaram por estar sujeitos à jurisdição da Ordem de Cristo, exercida pelo vigário nullius de Tomar. Ao ser criado o bispado do Funchal (1514), passaram para a jurisdição deste. A pedido de D. João III, Clemente VII criou o bispado de São Miguel (1533), mas faleceu antes de expedir a bula de ereção. No ano seguinte, Paulo III erigiu o bispado de São Salvador, dando-lhe por Catedral a igreja do mesmo nome na cidade de Angra, ficando esta Sé sufragânea do arcebispo do Funchal até 1550, data em que passou para a metrópole de Lisboa. A jurisdição do bispo de Angra abrange todas as ilhas do Arquipélago.